[VERTIGO] Vertigo 1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Vampira em Sex Nov 06, 2009 12:48 pm




Vertigo 1:


Hellblazer 175: Dado como morto há mais de um ano, Constantine decide contar a verdade a sua família. Em Liverpool, ele reencontra a irmã, Cheryl, morando em um lugar tomado por suicídios e outros fatos tão inexplicáveis quanto violentos. Esta é a especialidade de Constantine — mas como ele pode ajudar a irmã sem revelar sua identidade?
Sandman Apresenta — A Tessalíada 1: Thessaly, a última das bruxas da Tessália, tenta levar uma vida pacata como estudante de literatura em Nova York. Mas seu passado — na forma de cães de caça que parecem ter vindo do inferno — voltou para se vingar. Quem está por trás dessa vingança?
Escalpo 1: Dash Cavalo Ruim não aparece há 15 anos na reserva indígena onde nasceu. Ele está de volta, e pronto pra comprar briga com os capangas do chefe Lincoln Corvo Vermelho. Mas seu objetivo é muito maior…
Vikings 1: O jovem Sven acaba de retornar de um saque. Seu pai está morto e seu implacável tio é o novo líder de sua tribo. Tudo que ele quer agora é recuperar sua herança e ir embora, mas vai encontrar muitos obstáculos para conseguir o que deseja.
Lugar Nenhum 1: Richard Mayhew leva uma vida terrivelmente ordinária em Londres. O que ele não sabe é que existe toda uma civilização mágica e bizarra logo abaixo dos seus pés, nos subterrâneos da cidade. Ao salvar a garota Porta de seus perseguidores, Richard acaba envolvido com esse mundo — e sua vida vai mudar para sempre.
Revista mensal, formato americano
132 páginas, papel Pisa
R$ 9,90

_________________
Chegou a hora de descer do barco!

"Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente, eu sei que vou te amar"

[ Eu sei que vou te amar - Tom Jobim]

LUTO pela perda de um pedaço do coração. Saudades Kike

Vampira
Admin
Admin

Feminino
Número de Mensagens : 3462
Idade : 33
Data de inscrição : 26/12/2008

Ver perfil do usuário http://tebhspekman.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por VULCAN em Sex Nov 06, 2009 2:52 pm

Já vi ela na banca... tô numa dúvidaaaaa. Shocked

_________________
X-FAN

Vendo mangás!!! Clique aqui!!!
avatar
VULCAN
Moderador
Moderador

Masculino
Número de Mensagens : 3435
Idade : 39
Ocupação : Mutante
Humor : Péssimo
Data de inscrição : 26/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Vampira em Sex Nov 06, 2009 3:36 pm

Eu to com ela aki \o\
já li lugar nenhum... mas vou esperar o resto para comentar Very Happy

_________________
Chegou a hora de descer do barco!

"Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente, eu sei que vou te amar"

[ Eu sei que vou te amar - Tom Jobim]

LUTO pela perda de um pedaço do coração. Saudades Kike

Vampira
Admin
Admin

Feminino
Número de Mensagens : 3462
Idade : 33
Data de inscrição : 26/12/2008

Ver perfil do usuário http://tebhspekman.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Ocelot em Sab Nov 07, 2009 12:37 am

q legal.
pena q nao tenho dinheiro...

gnt .. to mto pobre esse ano.
preciso de um emprego
avatar
Ocelot

Masculino
Número de Mensagens : 752
Idade : 27
Ocupação : Colecionador Virtual
Humor : Nérdico
Data de inscrição : 08/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por OK-ra22 em Seg Nov 09, 2009 8:44 pm

Achei bem marromeno...

_________________
"Tudo no mundo começou com um sim." (A HORA DA ESTRELA)
avatar
OK-ra22
Moderador
Moderador

Masculino
Número de Mensagens : 1615
Idade : 28
Ocupação : Escravo
Humor : Inominável
Data de inscrição : 27/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Vampira em Ter Nov 10, 2009 10:33 am

Li as 3 primeiras e gostei...

Lugar nenhum: ainda é inicio de uma trama que começa a ser apresentada. Não é a melhor historia mas dá aquele gosto de "quero mais"

Hellblazer: vou confessar que é a primeira vez que leio algo dele. E gostei. Historia parada mas o humor é bem dosado.

Tessaliada: Interessante mas confesso que MAL me recordava desta personagem em Sandman. Alguem refresca a memória?

_________________
Chegou a hora de descer do barco!

"Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente, eu sei que vou te amar"

[ Eu sei que vou te amar - Tom Jobim]

LUTO pela perda de um pedaço do coração. Saudades Kike

Vampira
Admin
Admin

Feminino
Número de Mensagens : 3462
Idade : 33
Data de inscrição : 26/12/2008

Ver perfil do usuário http://tebhspekman.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Kid Krypton em Ter Jan 19, 2010 4:19 pm

Depois de ler as duas primeiras edições posso dizer que o mix está incrível:

Lugar nenhum: série em nove partes, fecha a tríade das melhores histórias da edição de estreia. Adaptação do romance de Neil Gaiman (lançado no Brasil pela Conrad), narra a história de um personagem que descobre a "Londres de baixo", um mundo parecido com o nosso, mas cheio de magia. O texto de Mike Carey adapta com fidelidade o livro de Gaiman, ao menos neste início, e o desenho de Glenn Fabry faz o leitor visualizar os personagens da obra original com bastante clareza. Pena que não é o próprio Neil Gaiman que escreve.

Hellblazer: começa
com uma história bacana, com personagens da cronologia, e um mistério ligado a um edifício onde fatos misteriosos ocorrem. Achei estranho o fato de Constantine, de barba e bigode, não estar loiro e sim com cabelos castanhos.

Tessaliada: é a melhor série do mix. A cada história fico ansioso pela continuação.

Escalpo: já mostra a que veio, relatando a vida de uma reserva indígena que, na atualidade, é controlada por um chefe ligado ao jogo e às drogas. Há grandes sinais de decadência, apesar de um grupo lutar contra este destino para os índios. A trama é excelente, ainda mais para fãs das sagas de faroeste, pois dá uma nova perspectiva, mostrando a reserva nos dias atuais e todos os problema ligados à inserção no mundo globalizado. O texto de Aaron é competente e a arte do iugoslavo R. M. Guéra, mais estilizada, contribui com o clima policial.

Vikings: traz uma história muito legal com sangue, violência e busca de vingança. A expectativa é que melhore ainda mais, já que conta com Brian Wood, de ZDM, nos roteiros.

A Panini conseguiu montar um mix tão bom quanto o da Pixel. Vertigo é sem dúvida o melhor lançamento do ano.
avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Kid Krypton em Sab Mar 06, 2010 9:33 pm

Li a edição 3:
Esta edição apresenta o final do primeiro arco de Escalpo. Uma cilada coloca Cavalo Ruim em conflito com Corvo Vermelho, ao mesmo tempo em que aparecem alguns fatos do passado do índio-espião e da sua relação com os agentes do FBI.
Os personagens secundários vão se definindo com mais vigor, ganhando importância na série. E a arte de R.M. Guéra continua sombria e adaptando-se muito bem ao roteiro.
Vikings traz a jornada de vingança de Sven, além de mostrar o seu relacionamento com duas mulheres - Thora, sua amante, e a chamada "filha do caçador", que o ajuda durante as batalhas.
A série de Brian Wood continua excelente, os personagens parecem estar amadurecendo em suas características, e a arte de Gianfelice continua linda, detalhista, com destaque para o trabalho de colorização de Dave McCaig.
Tessalíada, a melhor história da revista, mostra que as peças começam a se juntar, algumas explicações aparecem, e o leitor se prepara para um embate final na próxima edição. Foi o melhor episódio da série até o momento.
Em Lugar Nenhum, Richard e Lady Porta continuam andando pela Londres de baixo. Os pontos altos são a bonita arte de Glenn Fabry e o belo colorido oferecido por Tanya e Richard Hore.
Por fim, Hellblazer inicia um novo arco, trazendo de volta para a arte Marcelo Frusin, colaborador das edições escritas por Brian Azzarello. Constantine quer descobrir o destino de sua sobrinha e, pelo final, vai encarar muitas novidades.
Continuo achando a melhor revista publicada atualmente pela Panini.
avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Kid Krypton em Sab Mar 27, 2010 10:04 pm

Vertigo chega ao quarto número com as mesmas séries, praticamente com as equipes criativas inalteradas e no mesmo ritmo:

Hellblazer - Sepulcro Vermelho - Constantine está no meio de um conflito entre grupos rivais, na tentativa de reconhecer o Sepulcro Vermelho. A história continua legal.
Vikings - O retorno de Sven - Segue o conflito entre Sven e seu tio Gorm. Em quatro edições, só se viu praticamente mortes e mais mortes motivadas pela vingança de Sven. A trama em si avançou pouco.
A Tessalíada - O confronto final entre Thessaly e os deuses da morte. É uma história que vai deixar saudades, já estou ansioso para ler a Casa dos Mistérios, já anunciada para o próximo número, que mantém a proposta de ter uma série ligada a personagens e universo de Sandman, que a Panini publicará em sua versão Absolute.
Escalpo - Hoka-Hey - Um pouco do passado de Gina, mãe de Dashiell, e Cervo Vermelho. A história melhora a cada número.
Lugar Nenhum - Lady Porta busca um guarda-costas para si mesma e encontra novamente com Richard no Mercado Flutuante. A história vem mantendo o nível.
avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por snuckbinks em Sab Mar 27, 2010 10:24 pm

De fato interessante! Vou procurar!
avatar
snuckbinks

Masculino
Número de Mensagens : 62
Idade : 37
Data de inscrição : 27/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vertigo 13

Mensagem por Kid Krypton em Ter Fev 15, 2011 7:31 pm

Concordo com a opinião de Lielson Zeni do UHQ:
Dupla exposição (American Vampire # 4) - Scott Snyder (roteiro), Rafael Albuquerque (arte) e Dave McCaig (cores) - Pearl descobre que não se pode confiar em ninguém em Hollywood. A revista abre com a curiosa Vampiro americano, que, mesmo sem justificar ainda o alarde, é uma serie interessantíssima e que, em quatro edições, já parece uma velha conhecida do leitor.

Uma gota de sangue (American Vampire # 4) - Stephen King (roteiro), Rafael Albuquerque (arte) e Dave McCaig (cores) - A caçada a Skinner Sweet continua. Mas uma única gota de sangue pode mudar as coisas. A trama roteirizada por Stephen King se desenrola melhor que a de Scott Snyder até aqui. Para sorte do leitor, ambas contam com a arte de Rafael Albuquerque, destaque da série.

Entranhado nos ossos (Hellblazer # 187) - Mike Carey (roteiro), Doug Alexander Gregory (arte) e Lee Loughridge (cores) - O passado de John Constantine volta para assombrar Gemma Constantine. Em seguida, vem uma história morna de Hellblazer. Não há dúvidas de que a falta do personagem John Constantine enfraquece a trama. O início desse arco em duas partes ainda pode render. O leitor descobrirá na próxima edição. A arte de Doug Alexander Gregory mantém o estilo que os demais desenhistas que trabalharam com Mick Carey usaram anteriormente na série, dando uniformidade ao padrão visual.

Sobre o vasto e verde mar (Northlanders # 13) - Brian Wood (roteiro), Ryan Kelly (arte) e David McCaig (cores) - Ragnar e Magnus frente a frente. Vikings gera uma frustração com um anticlímax, mas cria um novo aspecto para o personagem Magnus, que é a melhor sacada do roteiro de Brian Wood até aqui. A arte de Ryan Kelly é boa, com os "movimentos" que lembram o estilo de desenho de quadrinhos de décadas atrás.

O que você não vê (House of mystery # 9) - Matthew Sturges e Bill Willingham (roteiro), Luca Rossi e Bernie Wrightson (desenhos), José Marzan Jr. e Bernie Wrightson (arte-final) e Lee Loughridge (cores) - A tentativa de fuga da casa dos mistérios continua, mas o porão é realmente apavorante. E Cressida lembra seus difíceis relacionamentos com os homens. Em Casa dos mistérios, a saga dos personagens do porão começa a cheirar a enrolação. Mas a conclusão chega no próximo número. O destaque é, sem dúvida, a arte de Bernie Wrightson na história curta que integra a trama. A arte do veterano é muito bonita e totalmente correta para o conto gótico criado por Bill Willingham.

Mães mortas (Scalped # 13) - Jason Aaron (roteiro), R.M. Guéra (arte) e Giulia Brusco (cores) - Gina Cavalo Ruim está morta. Mas Dashiell não é o único filho a ficar sem mãe. Mas o melhor vem com o começo da nova saga de Escalpo. A arte de R.M. Guéra é bastante eficiente e tem a clareza necessária para que o leitor entenda os eventos criados pelo roteiro de Jason Aaron.

Aaron entrega um roteiro redondíssimo, que trabalha a carga emocional em doses concentradas e bem distribuídas, apostando em situações paralelas. E toda a secura e dureza de Dashiell Cavalo Ruim não convencem. E não são para convencer mesmo.

A ideia é mostrar a fragilidade desse cara durão sem precisar apelar para uma cena de redenção ou de lágrimas sob a chuva. O trabalho de Aaron merece atenção. Há tempos um autor não mostrava tamanha capacidade criativa na estruturação dos roteiros de uma série.

É, foi mais um bom mês para a Vertigo.
Com tantas sagas bacanas ao mesmo tempo, é difícil sair insatisfeito da leitura de Vertigo.
avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Kid Krypton em Qui Jul 21, 2011 9:47 am

Fonte UHQ:
VERTIGO # 18
Por Lielson Zeni


Editora: Panini Comics - Revista mensal

Demônio na areia (American Vampire # 9) - Scott Snyder (roteiro), Rafael Albuquerque e Mateus Santolouco (arte) e Dave McCaig (cores);

Irmãs de escudo (Northlanders # 18) - Brian Wood (roteiro), Danijel Zezelj (arte) e David McCaig (cores);

O espaço entre (House of mystery # 14) - Matthew Sturges (roteiro), Luca Rossi e Gilbert Hernandez (desenhos), José Marzán e Gilbert Hernandez (arte-final) e Lee Loughridge (cores);

Queda-D'água (Scalped # 18) - Jason Aaron (roteiro), Davide Furnò (arte) e Giulia Brusco (cores).

Olhando para a parede (Hellblazer # 192) - Mike Carey (roteiro), Marcelo Frusin (arte) e Lee Loughridge (cores).

Preço: R$ 9,90

Número de páginas: 128

Data de lançamento: Maio de 2011




Sinopse

Demônio na areia - A conclusão da saga O demônio na areia.

Irmãs de escudo - Três mulheres tentam resistir à invasão dos saxões.

O espaço entre - Harry e Peter tentam voltar para a Casa dos mistérios.

Queda-D'água - Não é nada fácil ser um policial honesto na reserva Rosa da Pradaria.

Olhando para a parede - Gemma, a sobrinha de John Constantine, precisa ajudá-lo a enganar a Besta-fera.

Positivo/Negativo

Mais um bom mês para a revista Vertigo.

A conclusão do arco de Vampiro americano não desmente a série até aqui. É ágil, com muita ação e bem conduzida.

Rafael Albuquerque continua ótimo na arte e Scott Snyder insere novos elementos na trama, para usar adiante.

Brian Wood traz uma história inusitada de Vikings, não somente pelo seu ângulo pouco usual, mas por sua improbabilidade. Uma resistência de três mulheres nórdicas diante de um exército de saxões.

A história vai pela trilha da superação das heroínas contra todas as probabilidades. Os desenhos de Danijel Zezelj são muito bonitos e valorizam a história.

Já Casa dos mistérios segue com o tradicional: um enredo principal com lampejos de interesse envolto em muita enrolação e uma história dentro da história que é muito boa.

Desta vez, o desenhista convidado é Gilbert Hernandez, de Love & Rockets e Palomar. (Os leitores saudosos dos grandes trabalhos do artista se perguntam quando suas obras terão novas publicações no Brasil.)

Depois, é a vez de Escalpo. Jason Aaron narra uma história individual, centrada em um personagem secundário da trama de Dashiell Cavalo Ruim, o honesto policial Queda-D'água.

Ele é saudoso dos velhos tempos, quando, segundo suas próprias palavras, as coisas eram menos violentas. Aaron faz o personagem testar sua índole, enquanto a trama da morte de Gina Cavalo Ruim segue.

Em vez de R.M. Guéra, o lápis ficou a cargo de Davide Furnò, que não deixa nada a dever ao desenhista regular.

Encerra a edição a longa trama de Constantine contra a Besta-fera. Esta edição é até interessante por algumas coisas que acontecem. Mike Carey encerra a narrativa num momento decisivo e o leitor se pergunta como diabos o mago inglês conseguirá se livrar dessa.

Os desenhos de Marcelo Frusin, com sua habitual competência, são o ponto alto de Hellblazer.

A Vertigo, com mais altos do que baixos, continua valendo a pena.

avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Kid Krypton em Qui Jul 28, 2011 1:46 pm

Fonte UHQ:
VERTIGO # 19
Por Lielson Zeni


Editora: Panini Comics - Revista mensal

A saída (American Vampire # 10) - Scott Snyder (roteiro), Mateus Santolouco (arte) e Dave McCaig (cores);

Irmãs de escudo (Northlanders # 19) - Brian Wood (roteiro), Danijel Zezelj (arte) e David McCaig (cores);

Na batida da alcova (Scalped # 19) - Jason Aaron (roteiro), Davide Furnò (arte) e Giulia Brusco (cores).

O espaço entre (House of mystery # 15) - Matthew Sturges (roteiro), Luca Rossi e David Hahn (desenhos), José Marzán, Stefano Landini e David Hahn (arte-final) e Lee Loughridge (cores);

Olhando para a parede (Hellblazer # 193) - Mike Carey (roteiro), Marcelo Frusin (arte) e Lee Loughridge (cores).

Preço: R$ 9,90

Número de páginas: 128

Data de lançamento: Junho de 2011




Sinopse

A saída - Hattie Hargrove reaparece e vai querer acertar as conta com Pearl Jones.

Irmãs de escudo - Saiba o que acontece com as três mulheres que ousaram resistir à invasão dos Saxões.

Na batida da alcova - Dashiell Cavalo Ruim se envolve com a filha de Corvo Vermelho.

O espaço entre - Harry explica pros demais moradores da casa que ele é a própria casa.

Olhando para a parede - Conclusão do combate entre John Constantine e a Besta-fera.

Positivo/Negativo

A revista começa com Vampiro americano, o que é legal, pois dá uma agitada no leitor. A série escrita por Scott Snyder é veloz, com muita ação, numa mescla razoável de terror, aventura e policial.

A novidade é o retorno de Pearl Jones, personagem principal da série ao lado de Skinner Sweet. A arte do brasileiro Mateus Santolouco embora diferente, não deixa a dever a de Rafael Albuquerque.

A quantidade de sombras que usa e sua arte-final carregada são adequadas ao enredo.

Vikings entrega a conclusão da saga iniciada na edição anterior e não muda muito. Bastante inverossímil, a tentativa do roteirista Brian Wood de escrever uma história de mulheres guerreiras nórdicas não funcionou tão bem.

Há poucas batalhas e cenas de ação, pois é necessário mascarar um problema da trama: as três valentes nórdicas não conseguiriam derrotar um exército de experientes guerreiros saxões.

Em Escalpo, Jason Aaron pega pesado. Muitas cenas de sexo, violência e consumo de drogas. Tanto, que fica um pouco gratuito.

Mas, ainda assim, tem uma sequência belamente escrita, as páginas 70 e 71. Nelas, após o sexo, Dashiell e Carol mantêm um olhar perdido e desinteressado, de um casal que se encontra em uma relação sexual vazia e instintiva.

Todo o texto dos recordatórios, que não é dito, mas pensado pelos personagens, revela substancialmente cada um deles e os aprofunda. Grande sacada de Aaron, muito bem executada por Danijel Zezelj.

Casa dos mistérios tem tido um enredo principal que tende ao chato, mas com histórias curtas que beiram o brilhante. Não foi o que aconteceu desta vez.

A história dentro da história é uma brincadeira meio sem-graça, enquanto a trama principal traz uma grande revelação na última página e uma mudança importante no status quo da série.

Encerra a revista a infeliz saga de John Constantine contra a Besta-fera.

Mike Carey chamou o Monstro do Pântano pro time, mas nem o "verdão" consegue levantar uma trama tão caída.

O leitor há de se perguntar o que é aquela armadura vegetal do Monstro do Pântano, aquele final fácil e o desfecho da história.

São 19 edições dessas histórias de Hellblazer e já é possível afirmar que não valeram a pena.

A Vertigo continua bacana, mas séries como Hellblazer e Casa dos mistérios costumam jogar a média da revista pra baixo. Vikings, outro ponto fraco, será substituído pela minissérie Joe, o bárbaro,de Grant Morrison e Sean Phillips, na edição # 21.


Vikings foi uma decepção, eu esperava mais de uma HQ escrita pelo genial Brian Wood.
avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Kid Krypton em Sex Set 09, 2011 2:39 pm

Fonte UHQ:
VERTIGO # 20
Por Lielson Zeni


Editora: Panini Comics - Revista mensal

Ala 24 (Hellblazer # 194) - Mike Carey (roteiro), Leonardo Manco (arte) e Lee Loughridge (cores);

Sven, o velho (Northlanders # 20) - Brian Wood (roteiro), Davide Gianfelice (arte) e David McCaig (cores);

Na batida da alcova (Scalped # 20) - Jason Aaron (roteiro), Davide Furnò (arte) e Giulia Brusco (cores).

A saída (American Vampire # 11) - Scott Snyder (roteiro), Mateus Santolouco (arte) e Dave McCaig (cores);

A beleza da decadência (House of mystery # 16) - Matthew Sturges e Bill Willingham (roteiro), Luca Rossi e Richard Corben (desenhos), José Marzán &e Richard Corben (arte-final) e Lee Loughridge (cores).

Preço: R$ 9,90

Número de páginas: 128

Data de lançamento: Julho de 2011




Sinopse

Ala 24 - John Constantine perdeu a memória em meio a uma Londres devastada pelo ataque da Besta-fera.

Sven, o velho - Um reencontro com Sven, protagonista do primeiro arco da série, tentando resistir ao ataque de jovens guerreiros e manter a lenda ao redor de seu nome.

Na batida da alcova - Cavalo Ruim e Carol se encontram em um dos piores momentos de sua vida. Isso os fará melhorar ou ir ao fundo do poço de vez?

A saída - Pearl Jones e Henry terão que lutar para se salvar da armadilha de Beale Pezinho. E Hattie foge e está à procura de Pearl.

A beleza da decadência - A casa dos mistérios foi parar em outro lugar. Enquanto os habitantes e seus convidados tentam sobreviver, Caim começa uma nova busca para encontrar o seu lar.

Positivo/Negativo

Toda coletânea, ao ser organizada, corre o mesmo risco: o desequilíbrio entre seus componentes. E é possível encarar as revistas mix por esse viés e tratá-las como uma seleção de histórias.

Evidentemente, a seleção é um pouco menos livre, pois quando se incorpora uma série mensal, é necessário publicá-la com frequência. Neste número são cinco delas.

No número seguinte, Vikings deixará de ser publicado para dar lugar à minissérie de oito partes Joe, o bárbaro, de Grant Morrison e Sean Murphy. É possível notar que é um modelo estanque, o que gera certa possibilidade de previsão sobre como cada edição será.

Essa previsão é uma coisa boa, pois estabiliza a expectativa do leitor, embora perca a possibilidade de surpreendê-lo.

Voltando ao equilíbrio do mix, o padrão da linha Vertigo aponta para histórias mais sérias, de suspense e terror, direcionadas ao público adulto. Há isso em todas as tramas. Nesse ponto, a revista mensal da Panini consegue um ótimo apanhado e representa com competência o selo.

O padrão também se mantém no conceito ou na ideia por trás das cinco séries: todas partem da solidão.

Em Hellblazer, Mike Carey, após um insatisfatório arco de 19 partes, joga Constantine num desdobramento do que aconteceu depois. O escritor apela para um tema comum, mas gerador de boas histórias: a perda de memória.

A primeira parte é bastante interessante e um cenário nefasto se estende por toda Londres. A arte do argentino Leonardo Manco é bacana, mas impressiona bem menos que a do desenhista regular, Marcelo Frusin.

Um solitário como John Constantine foi abandonado até por sua própria memória. As primeiras 20 e poucas páginas valem a pena. O leitor vira a página e chega a Vikings, a série mais fraquinha da Vertigo.

Sven, embora casado e com filhos, assume solitariamente a missão de manter seu nome em glória e a defesa de sua família. Para os leitores que se lembram do longo arco O retorno de Sven, nos primeiros números da revista, o personagem principal empreende uma guerra solitária contra os usurpadores de sua herança.

Nesta edição, Brian Wood cria a história baseada na lenda que o nome de Sven se tornou por conta dessas primeiras aventuras. O desenhista é o mesmo, o talentoso Davide Gianfelice.

O problema todo é o trabalho de Wood com o seu ritmo. Nesta edição, ele prepara uma grande batalha que dura somente duas páginas. A quebra de expectativa é a pior possível, e desvaloriza toda a tensão anterior, pois o resultado da espera é por algo pequeno demais.

O leitor segue e vai para o melhor da revista, Escalpo. A série representa muito bem o clima da revista toda. Os personagens Cavalo Ruim e Carol sentem-se sós. E a solidão deles é carregada de culpa.

O encontro entre os dois não refresca esse abandono e cada um continua em seu próprio interior, sem chegar ao outro. O sexo é vazio e instintivo e serve como tentativa de esquecer sua real situação.

A trama é pesada e Jason Aaron não faz questão de aliviá-la. E é por isso que Vampiro americano, que vem na sequência, é um alívio.

A pegada da série é outra. Embora haja muito sangue e violência, as relações entre os personagens são menos densas. O ritmo é de aventura, com Pearl Jones e seu marido Henry tentando sobreviver a vampiros e seus caçadores.

Nessa trama, a solidão é ao menos compartilhada. Pearl e Henry estão sozinhos contra o mundo. Mas, no final de tudo, ela é uma vampira imortal e ele, não. Mas Scott Snyder não desenvolveu muito profundamente essas questões ainda.

Mateus Santolouco supre com qualidade o trabalho de Rafael Albuquerque, que continua responsável pelas capas da série.

Virando a página, a última narrativa da revista.

Em Casa dos mistérios, o padrão de personagens solitários que se encontram é mantido. Mas, diferentemente de Escalpo, a reunião entre todos os abandonados gera um grupo.

A história principal deu uma virada e parece subir o nível de qualidade, mas o melhor é, como sempre, a história dentro da história.

Um conto de terror de Bill Willingham com a sensacional arte de Richard Corben. E, desta vez, a história contada tem relações simbólicas muito claras com a trama principal, o que valoriza ambas.

No fim das contas, a linha temática garante um equilíbrio entre os títulos, ainda que eles variem razoavelmente quanto à qualidade. Mas não há grandes discrepâncias. E o equilíbrio deve aumentar com a entrada de Joe, o bárbaro na revista.


Concordo com o Lielson, Vikings é a história mais fraca do mix, acho que já vai tarde, estou ansioso para ler Joe - o Bárbaro.
avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Kid Krypton em Sex Set 30, 2011 8:38 am

Fonte UHQ:
VERTIGO # 21
Por Lielson Zeni


Editora: Panini Comics - Revista mensal

Hipo (Joe the barbarian # 1) - Grant Morrison (roteiro), Sean Murphy (arte) e Dave Stewart (cores);

Poética (House of mystery # 17) - Matthew Sturges (roteiro), Werther Dell'Edera e Al Davison (desenhos), José Marzán e Al Davison (arte-final) e Lee Loughridge (cores);

Fora de estação (Hellblazer # 195) - Mike Carey (roteiro), Leonardo Manco (arte) e Lee Loughridge (cores);

A saída (American Vampire # 12) - Scott Snyder (roteiro), Danijel Zezelj (arte) e Dave McCaig (cores);

A fúria em suas entranhas (Scalped # 21) - Jason Aaron (roteiro), R.M. Guéra (arte) e Giulia Brusco (cores).

Preço: R$ 9,90

Número de páginas: 128

Data de lançamento: Agosto de 2011




Sinopse

Hipo - Joe é um menino com uma imaginação e tanto e isso pode levá-lo muito, muito longe.

Poética - Cannon foi morto dentro da casa. Do lado de fora, Cross, Genevieve e Edward buscam por comida, mas podem acabar por encontrar um passado de que tentam se livrar.

Fora de estação - John Constantine é procurado por assassinato, mas ele não consegue se lembrar de coisa alguma, nem de seu próprio nome.

A saída - Skinner Sweet vai a um espetáculo circense que representa o combate entre James Book e... Skinner Sweet.

A fúria em suas entranhas - Dino Urso Pobre é obrigado a fazer uma entrega, Corvo Vermelho recebe uma responsabilidade enquanto tenta lidar com o Sr. Fodão.

Positivo/Negativo

Esta é a primeira edição da revista sem a série Vikings, que parte sem deixar muitas saudades. Para os leitores mais interessados pelas histórias dos nórdicos, a Panini comenta (sem prometer) que a série pode voltar encadernada.

Em seu lugar, entra a aguardada e bem comentada pela crítica norte-americana Joe, o bárbaro. A obra é de Grant Morrison com o talentoso Sean Murphy nos desenhos, o que aumenta ainda mais a expectativa em torno da obra.

É tanta expectativa que se gera, que a resposta é quase óbvia: frustração. Não que a série seja ruim ou não mereça ser acompanhada ou fará o leitor sentir falta de Vikings.

Nesta primeira edição, Morrison apresenta o personagem e o ambiente, e encerra a história com um gancho para o próximo número quando parece que, finalmente, alguma coisa vai acontecer.

Em um primeiro momento, a série lembra o bom álbum Reino dos malditos, lançado em 2006 no Brasil. A conferir se a impressão de semelhança se mantém nos próximos números.

No restante, a revista Vertigo é a velha conhecida de seus leitores.

Casa dos mistérios entrega ao leitor um belo conto de amor e morte que se liga à trama principal. Arte caprichada e um enredo interessante. A série podia ser assim mais constantemente.

Já em Hellblazer, continua a saga de um John Constantine desmemoriado e acusado de um crime que não cometeu. A arte de Leonardo Manco é bem bonita e o roteiro de Mike Carey tem funcionado neste arco, o que é quase uma exceção em relação à irregularidade do trabalho do autor.

Aviso aos leitores que não gostam das histórias de Carey: já foram publicadas 21 delas e ainda faltam outras 35 em sequência.

Scott Snyder escreve uma trama de Vampiro americano centrada em Skinner Sweet. A premissa é muito boa: o imortal vampiro Sweet vê um espetáculo sobre sua própria história.

A relação entre texto e balões e os recordatórios de Sweet mostram as diferenças entre o passado e aquilo que se conta, em uso muito bacana da linguagem da HQ.

Estranho é o modo como a história se encerra, com a inserção de um elemento de fora da realidade ficcional apresentada (um deus ex machina). Que por não ser decisivo para a trama, não é chamativo ou fica com cara de remendo de roteiro.

A arte de Danijel Zezelj é muito competente e, depois de Loveless, bastante treinada pros chãos de histórias de western.

Encerra a edição em alta, como de praxe, Escalpo. A estruturação de roteiro de Jason Aaron para esta série é magnífica. A história começa com flashforward (mostrar um momento da história que ainda acontecerá) e volta para contar como se chegará lá.

Dashiell Cavalo Ruim, protagonista da série, ficou um pouco de lado neste número, que se concentrou em Corvo Vermelho e no jovem Dino Urso Pobre. Mais um arco extremamente promissor.

Mesmo com séries irregulares, esta revista é uma das mais proveitosas compras que um leitor poderá fazer nas bancas.

avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [VERTIGO] Vertigo 1

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum