[Oficial] X-men First Class

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Oficial] X-men First Class

Mensagem por Vampira em Qui Jun 04, 2009 5:08 pm

Nas ultimas semanas tem aumentado os comentários sobre a trama.

Brian Singer estaria para voltar a direção e agora, ao que parece (de acordo com o cinema em cena) Anna Paquim estaria pronta para viver a sulista novamente.

A ideia é montar um filme baseado nos primeiros dias dos mutantes no instituto (possivelmente considerando a HQ com o mesmo nome).

No entanto, há a possibilidade de alguns dos alunos sem serem os 5 originais estarem presentes. Um dos cogitados é o Wolverine.
Gambit, que apareceu no ultimo filme (ainda em cartaz) já foi descartado da série.

_________________
Chegou a hora de descer do barco!

"Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente, eu sei que vou te amar"

[ Eu sei que vou te amar - Tom Jobim]

LUTO pela perda de um pedaço do coração. Saudades Kike

Vampira
Admin
Admin

Feminino
Número de Mensagens : 3462
Idade : 33
Data de inscrição : 26/12/2008

Ver perfil do usuário http://tebhspekman.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Oficial] X-men First Class

Mensagem por OK-ra22 em Qui Jun 04, 2009 6:30 pm

Reboot da franquia?

_________________
"Tudo no mundo começou com um sim." (A HORA DA ESTRELA)
avatar
OK-ra22
Moderador
Moderador

Masculino
Número de Mensagens : 1615
Idade : 28
Ocupação : Escravo
Humor : Inominável
Data de inscrição : 27/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Oficial] X-men First Class

Mensagem por Vampira em Qui Jun 04, 2009 6:46 pm

Hum... não nescessáriamente... mas como eles vão "encaixar" os furos cronológicos eu não sei o.o

_________________
Chegou a hora de descer do barco!

"Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente, eu sei que vou te amar"

[ Eu sei que vou te amar - Tom Jobim]

LUTO pela perda de um pedaço do coração. Saudades Kike

Vampira
Admin
Admin

Feminino
Número de Mensagens : 3462
Idade : 33
Data de inscrição : 26/12/2008

Ver perfil do usuário http://tebhspekman.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Oficial] X-men First Class

Mensagem por OK-ra22 em Qui Jun 04, 2009 6:51 pm

Vampira escreveu:Hum... não nescessáriamente... mas como eles vão "encaixar" os furos cronológicos eu não sei o.o
Não quero nem ver essa joça...



TENHO MEDO!

_________________
"Tudo no mundo começou com um sim." (A HORA DA ESTRELA)
avatar
OK-ra22
Moderador
Moderador

Masculino
Número de Mensagens : 1615
Idade : 28
Ocupação : Escravo
Humor : Inominável
Data de inscrição : 27/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Oficial] X-men First Class

Mensagem por Mr. Black em Qui Jun 04, 2009 7:26 pm

scratch Sei não...
Parece caça níqueis... Mas vamos aguardar os fatos para não parecer preconceito.

_________________
avatar
Mr. Black

Masculino
Número de Mensagens : 529
Idade : 42
Ocupação : Casado e Trabalhando, trabalhando, trabalhando...
Humor : Ainda tenho.
Data de inscrição : 26/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Oficial] X-men First Class

Mensagem por Aracnos em Qui Jun 04, 2009 7:40 pm

Caça-Níqueis completo.

Se a ideia fosse ser fiel as HQs, não teria o Wolverine que, apesar do seu filme solo meia boca, atraiu bastante público...

Porém.....

Brian Singer!
avatar
Aracnos

Masculino
Número de Mensagens : 973
Idade : 30
Humor : Imprevisível
Data de inscrição : 28/12/2008

Ver perfil do usuário http://www.novafrequencia.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Oficial] X-men First Class

Mensagem por Kid Krypton em Sex Jul 29, 2011 1:49 pm

Fonte HQM:
REVIEW - CINEMA: X-MEN - PRIMEIRA CLASSE
Por : Leonardo Vicente Di Sessa

Depois de X-Men: O Confronto Final, o futuro dos heróis mutantes nos cinemas ficou incerto, afinal a produção eliminou boa parte dos personagens principais e não foi nenhum sucesso de crítica. Nos meses que se seguiram, as coisas pareciam até promissoras: pipocavam notícias e rumores sobre filmes solo de Magneto, Wolverine, Gambit, Deadpool e até Tempestade. No final das contas, apenas X-Men Origens: Wolverine foi lançado, decepcionando bastante, enquanto o filme de Deadpool continua sendo uma possibilidade.

Enquanto isso, como a coisa parecia não ir pra frente, o jeito foi retroceder, e em vários sentidos. A ideia de um filme com as origens de Magneto foi reformulada e Bryan Singer, diretor dos dois primeiros filmes X, retornou, primeiramente anunciado como diretor, mas acabando apenas como produtor. Assim começou a se estruturar X-Men: Primeira Classe (X-Men: First Class). A direção ficou a cargo de Matthew Vaughn (Kick-Ass).

Logo que as primeiras imagens e notícias surgiram, fãs ao redor do mundo não receberam bem a nova produção. Rumores sobre uma agenda apertada e uma correria generalizada para acabar o filme a tempo pioraram a reputação do longa, que repentinamente, quando do lançamento do primeiro trailer, passou de temido fracasso para esperado sucesso.

E os trailers não mentiram. X-Men: Primeira Classe é o mais maduro filme da equipe e, levando todos os aspectos em conta, só perde mesmo para o venerado X-Men 2. A parceria entre Vaughn e Singer cria uma atmosfera única: permanece a áurea de realismo e tensão de Singer, mas entra o lado mais fantasioso e o humor de Vaughn.

Com rápidas introduções ainda mais no passado, a trama principal se passa na década de 1960, em plena Guerra Fria. Neste cenário, Sebastian Shaw (Kevin Bacon) e seu Clube do Inferno tentam tirar proveito do iminente conflito entre nações. Em seu encalço está o futuro Magneto, Erik Lehnsherr (Michael Fassbender), que depois de sofrer nos campos de concentração da 2ª Guerra Mundial, caça nazistas pelo mundo.

A CIA toma conhecimento da existência dos mutantes e a agente Moira MacTaggert (Rose Byrne) acaba pedindo auxilio ao recém-formado especialista em mutação Charles Xavier (James McAvoy). A partir desse ponto, os caminhos de Charles e Erik se cruzam e, apesar de suas visões bem diferentes sobre a convivência entre humanos e mutantes, eles se tornam grandes amigos, logo reunindo à sua volta um grupo de jovens mutantes para tentar deter Shaw e seus aliados, grupo que acaba se tornando as sementes dos X-Men e da Irmandade de Mutantes.

O lado realista do filme ajuda a construir todo o contexto: a 2º Guerra e a Guerra Fria sob a óptica mutante funcionam bem. Já a caracterização nos anos 60 passa um tanto despercebida em boa parte do tempo. Está presente no modo de ser de poucos personagens e é mais notada nos penteados e roupas, mas nunca aprofundada, afinal a trama não mostra o dia a dia das pessoas, nem cenários mais civis, que poderiam refletir melhor os estilos da época.

Vaughn deixou claro em várias entrevistas que aceitou a direção apenas para realizar seu desejo de fazer um tipo de mistura de James Bond com super-heróis. E isso fica claro principalmente na primeira metade da exibição, com viagens ao redor do globo, intrigas internacionais e agências secretas. E, verdade seja dita, não existe nada mais anos 60 do que Bond. Os protagonistas acabam refletindo muito do personagem de Ian Fleming.

McAvoy interpreta Xavier de modo muito divertido, mesmo que tenha diálogos que indiquem a futura seriedade do personagem quando o assunto é a existência da raça mutante. O personagem acaba com uma faceta de conquistador barato que rende bons momentos leves, mas o ator se sai bem também nas cenas mais dramáticas. Fassbender interpreta o futuro Magneto de maneira bem interessante: é introspectivo na maior parte do tempo, tomado por traumas e desejo de vingança, e mais dado à ação. Parece só relaxar, revelando um lado simpático, justamente quando contracena com Xavier. As cenas entre eles estão entre as melhores do longa, mas incomoda bastante o modo como tudo acontece rápido demais neste aspecto.

A Moira MacTaggert de Byrne, totalmente diferente da versão dos quadrinhos, quase não se destaca, tendo bons momentos apenas em sua introdução e perto do clímax da trama. Já Bacon encarna Shaw de modo canastrão, o que prejudica um pouco o desempenho, mas nem tanto, já que o personagem felizmente não tem tanto tempo de tela dedicado somente a ele.

A lindíssima January Jones decepciona como Emma Frost. Perfeita fisicamente (não só pelo corpo, mas por ser visualmente parecida com a vilã), parece ter levado a sério demais o lado “frio” da personagem, ficando totalmente apagada e sem personalidade. Os demais integrantes do Clube do Inferno não são aprofundados, mas têm belas cenas de ação: Maré Selvagem (Álex González) e principalmente Azazel (Jason Flemyng). Ambos são vilões um tanto obscuros das HQs, mas que neste filme ganham em poucos minutos mais destaque do que em todas suas aparições nos gibis, com versões bem melhoradas.

Do lado dos “mocinhos” estão dois personagens já vistos nos filmes da franquia. A principal é Mística/Raven (Jennifer Lawrence), que logo se mostra como a terceira mais importante personagem da produção. Lawrence interpreta uma Mística bem diferente da que todos conhecem dos filmes anteriores, mais inocente, mas já com um pé no “lado negro”. Uma manobra do roteiro, que difere bastante da gênese dos quadrinhos, ao mesmo tempo em que não se encaixa de modo algum dentro da cronologia cinematográfica, ao mesmo tempo cria uma situação que explora muito bem a divisão de lealdades da moça. Só o efeito de seu transmorfismo ainda deixa a desejar...

O outro veterano é Hank McCoy, o Fera, vivido por Nicholas Hoult. O ator se sai bem no papel, passando emoção em sua interpretação, e convencendo em sua única cena de ação. O roteiro trabalha bem a evolução do personagem e a transformação em sua versão peluda tem uma explicação mais plausível e interessante do que a usada nos quadrinhos, ainda que envolva a mesma motivação.

Caleb Landry Jones interpreta Sean Cassidy, o Banshee. É o personagem que causa mais estranhamento para os fãs de quadrinhos, já que originalmente foi apresentado como uma pessoa bem mais velha do que os demais da sua geração de X-Men, sendo aqui apenas um adolescente. Seus poderes são bem representados visualmente, principalmente nas cenas de voo, e sua personalidade é bem diferente da original, adequada para refletir o temor por usar suas habilidades.

Zoë Kravitz, filha do cantor Lenny Kravitz, vive Angel Salvadore, talvez a personagem mais “vazia” do filme, com motivações que parecem mudar minuto a minuto, acompanhada de uma capacidade de voo com efeitos especiais de qualidade flutuante: bons em algumas cenas, artificiais demais em outras. Darwin, mutante que vem ganhando espaço atualmente na revista X-Factor,é interpretado por Edi Gathegi. Tinha tudo para ser o coadjuvante mais interessante, com bons poderes e personalidade extrovertida, mas mesmo assim tem uma participação reduzida.

Lucas Till é Alex Summers, o Destrutor. Nos quadrinhos o personagem é irmão de Ciclope, mas aqui não fica claro qual é sua relação com ele. Seus poderes são retratados de forma até mais interessante do que no gibi, e com mais lógica também. O desempenho de Till é morno, até porque não há muito desenvolvimento com o personagem, que se destaca mais em cenas que tentam repetir o tipo de sarcasmo tradicional ao canadense Wolverine.

Existem ainda várias cenas brincando com os filmes originais, a maioria envolvendo a futura careca de Xavier, e até duas participações especiais surpresa no elenco. No entanto (ao menos na exibição para jornalistas), não existe cena pós-créditos.

Com grandes e bem conduzidas cenas de ação, ótimo desenvolvimento de seus protagonistas, e um humor bem dosado, X-Men: Primeira Classe tem tudo para renovar a franquia e agradar a todos, principalmente aqueles que buscam equilíbrio entre um bom roteiro e a empolgação dos blockbusters. A única falha na produção é não se decidir: afinal, o filme é mesmo um prelúdio da trilogia original, ou um novo começo? A pergunta é relevante pelo simples fato de que alguns elementos dos filmes anteriores são mantidos (o Fera é um dos primeiros alunos de Xavier, por exemplo), enquanto outros são ignorados totalmente (Xavier e Magneto não criaram Cérebro juntos, Emma Frost aparece bem mais jovem em X-Men: Origens Wolverine), criando uma nova linha de acontecimentos. Talvez tenha faltado coragem ao estúdio de assumir de uma vez o reinício.

Elenco: James McAvoy, Michael Fassbender, Rose Byrne, Kevin Bacon,January Jones, Álex González, Jason Flemyng, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Caleb Landry Jones, Zoë Kravitz, Edi Gathegi, Lucas Till. Roteiro: Ashley Miller, Zack Stentz, Jane Goldman, Sheldon Turner, Matthew Vaughn, Bryan Singer. Direção: Matthew Vaughn.





avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Oficial] X-men First Class

Mensagem por Kid Krypton em Ter Nov 08, 2011 7:16 am

Fonte Omelete:
X-Men - Primeira Classe 2 contrata roteirista
Simon Kinberg retorna ao universo dos mutantes

A 20th Century Fox contratou Simon Kinberg para escrever a continuação de X-Men - Primeira Classe, segundo o SuperheroHype. É uma parceria que já dura anos; Kinberg produziu os dois primeiros X-Men e roteirizou X-Men 3.

Ainda não há contratos assinados, mas espera-se que Matthew Vaughn retorne como diretor, assim como o elenco principal: James McAvoy, Michael Fassbender, Rose Byrne, January Jones e Jennifer Lawrence.

X-Men - Primeira Classe 2, por enquanto, não tem previsão de filmagens.

avatar
Kid Krypton

Masculino
Número de Mensagens : 1982
Idade : 42
Data de inscrição : 29/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Oficial] X-men First Class

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum